O que é evidentemente novo em “Sombras e Luzes” é o jogo de estreitíssimas relações observadas no século 18 entre artista e cientista na observação comum das funções da sombra na percepção.

REF: iluminacao00002 Categoria:

Descrição

O que é evidentemente novo em “Sombras e Luzes” é o jogo de estreitíssimas relações observadas no século 18 entre artista e cientista na observação comum das funções da sombra na percepção. Mais do que isso: se a obra de 1985 era ainda, conquanto eminentemente teórica, um ensaio em história da arte, “Sombras e Luzes” mantém com esta disciplina apenas relações intermitentes, de vez que, como afirma Baxandall, é ele uma “ramificação de um trabalho em andamento sobre os problemas da atenção visual no pensamento do século 18, no pensamento moderno e na arte da pintura”.

Trata-se, antes, de um livro sobre a sombra e sobre seu papel “em nossa experiência visual”. Deve-se admitir que o livro cativa a atenção do leitor somente vencido o primeiro capítulo, ao longo do qual o autor se detém na explicitação de sua terminologia. É mesmo possível arriscar a sugestão de simplesmente iniciar a leitura a partir da pág. 35, isto é, a partir do segundo capítulo do livro, seu verdadeiro ponto de partida. E o ponto de partida de Baxandall é Locke, graças a cujo empirismo o século 18 conta desde logo com uma arguta reflexão de como obtemos -pela experiência- “uma percepção do mundo tridimensional a partir do arranjo bidimensional dos estímulos sobre a retina”.

Informação adicional

Peso 0.3 kg

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Luzes e Sombras”

O seu endereço de e-mail não será publicado.